A importância da decoração para a qualidade de vida

Publicado em de de

Nossa qualidade de vida tem bastante relação com o tipo de espaço que frequentamos. Isso inclui os ambientes usados para trabalho, estudo, passeio e, principalmente, a própria moradia! Aliás, o lar talvez seja o lugar mais importante nesse aspecto, já que é onde passamos boa parte do dia e desfrutamos de muitos momentos de folga voltados ao lazer.

Mas, afinal, por que tanta gente cultiva um carinho tão especial pela própria? Muitas vezes, o segredo está em uma composição bem pensada, que permita ao morador aproveitar a casa ao máximo. Interessante, não acha? Pois fique conosco e confira outros benefícios que uma residência bem decorada é capaz de trazer!

Gerar sensações positivas

Por incrível que pareça, cada elemento que compõe o estilo ou o tema de um ambiente residencial transmite uma sensação específica a quem observa. Isso fica ainda mais claro quando você trabalha com determinadas tonalidades nas paredes, nos objetos e acessórios decorativos.

Muito utilizadas para dar um up na casa, as cores são conhecidas por gerarem sentimentos positivos e também negativos, dependendo da maneira como são aplicadas e combinadas. Com elas, é possível potencializar sentimentos e até transmitir valores.

Veja exemplos de características relacionadas a cada tom, de acordo com a psicologia das cores:

  • vermelho: calor, poder, força, movimento, energia;
  • azul: lealdade, fé, ordem, confiança, tranquilidade;
  • laranja: vibração, humor, equilíbrio, extravagância;
  • amarelo: otimismo, foco, alegria, relaxamento;
  • verde: calma, vigor, renovação, vitalidade;
  • rosa: charme, delicadeza, ternura, felicidade;
  • roxo: mistério, nobreza, sabedoria, espiritualidade;
  • branco: harmonia, paz, simplicidade;
  • marrom: aconchego, conforto, estabilidade;
  • preto: ousadia, elegância, sofisticação.

Além de definir as cores de acordo com suas preferências, é importante acompanhar as novidades para testar soluções e manter a casa atualizada. Empresas como a Pantone ajudam nesse processo, elegendo tons que se transformam em tendências a cada ano.

Proporcionar conforto

Um bom projeto de decoração é aquele que engloba diversos tipos de conforto, do visual ao mental. Logo, trabalhar com elementos que proporcionem essa sensação é um caminho certeiro para a obtenção de mais qualidade de vida.

Quem não quer um layout funcional, com espaços de circulação adequados e móveis dispostos de maneira inteligente? Esse cuidado é necessário para que o dia a dia dos moradores seja agradável e para que possam receber amigos e familiares sem preocupações.

Quando posicionadas nos locais certos, as luzes amareladas podem criar um clima intimista e uma atmosfera lúdica. Que tal testar no quarto ou na sala de estar? Escritórios e espaços de estudo, por outro lado, se beneficiam com feixes pontuais e luzes brancas.

Tecidos selecionados para cada estação também atuam no sentido de proporcionar conforto. Tramas mais abertas e lisas aliviam o calor em dias quentes, enquanto peças espessas e felpudas ajudam a espantar o frio no inverno.

Valorizar boas memórias

Nosso lar também é um refúgio de lembranças, espaço onde compartilhamos bons momentos e contamos histórias saudosas. Por isso, é bem comum ver na decoração dos cômodos objetos e elementos que tenham relação com a memória dos moradores.

Quadros, fotografias, pinturas feitas por alguém querido, uma peça de roupa que passa de mãe para filha, um livro que segue com a família por gerações: todos esses recursos dão alma aos ambientes e deixam a casa linda. Eles podem relembrar um período específico da vida ou conquistas que são motivos de orgulho.

O primeiro emprego, o aniversário de casamento, a formação na faculdade e o nascimento de um filho são exemplos de momentos que podem compor ótimas lembranças. Quando o sentimento desses dias especiais é transmitido para um objeto ou acessório em particular, você passa a ter bons recursos para montar uma decoração afetiva.

Transmitir personalidade

Outra função importante da decoração é representar aquilo em que você acredita. Pertences pessoais, objetos de coleção, itens raros e artigos especiais transmitem um pouco da personalidade de cada morador. E isso é ótimo, pois mostra que quem vive ali trata o espaço com carinho e sabe como aproveitá-lo.

Muitas pessoas enxergam nas cores, em materiais e nas estampas a oportunidade de mostrar do que gostam, de valorizar suas crenças e de contar um pouco de sua trajetória. Isso tem tudo a ver com qualidade de vida, pois é na decoração da casa que conseguimos criar um ambiente que respeita nossas escolhas.

Há quem prefira cômodos amplos e vazios (minimalistas), assim como há quem opte por viver em espaços pequenos e aconchegantes. Independentemente da configuração, é essencial que o espaço seja agradável e proporcione bons momentos para quem mora ali. Caso contrário, dificilmente será considerado um lar, não concorda?

Garantir praticidade diária

Mais que embelezar e agregar valor estético a uma residência, a decoração também tem a função de facilitar a rotina diária dos moradores. Quem trabalha na modalidade home office ou leva projetos para terminar em casa, por exemplo, precisa de um ambiente prático e funcional. O mesmo vale para quem estuda ou precisa dar conta de vários afazeres domésticos.

Uma casa que abriga inúmeras atividades precisa, antes de mais nada, de móveis e equipamentos de qualidade, que cumpram adequadamente sua função. O modo como são dispostos também influencia a experiência de uso. O ideal é que permitam manter os ambientes integrados, conectados por áreas de circulação de fácil acesso.

Diminuir o estresse

Hoje em dia, a busca por elementos funcionais tem aumentado por conta da rotina cada vez mais corrida e estressante. Isso abriu espaço para a valorização de peças curingas, a exemplo dos móveis planejados. Desenvolvidos com medidas especiais para cada cantinho da casa, eles otimizam o espaço e trazem praticidade.

Dessa forma, é possível eliminar a preocupação com a bagunça e agilizar as tarefas cotidianas. Além de possibilitar o armazenamento de todos os seus pertences, um modelo planejado também se adapta ao estilo decorativo trabalhado na residência. Isso é essencial para obter um lar mais harmônico e bonito.

Viu como é grande a relação entre decoração e qualidade de vida? Faça o exercício na sua própria casa e reflita sobre os elementos escolhidos! Será que todos contribuem para o bem-estar da família ou precisam de uma repaginada? A resposta é você que vai descobrir!

Por fim, se gostou deste post, que tal compartilhá-lo em suas redes sociais? Seus amigos também podem curtir as dicas!

Para acessar este arquivo, deixe aqui o seu nome e o seu e-mail. Nós te avisaremos sempre que houver alguma novidade.