OTIMIZAR ESPAÇO: 7 DICAS PARA APROVEITAR MINHA CASA AO MÁXIMO!

Publicado em de de

Você fez diversas alterações na decoração, trocou os móveis de lugar e nada disso trouxe o resultado esperado? Talvez o que você realmente precisa é buscar maneiras de otimizar o espaço. Isso significa planejar e organizar os ambientes de modo a aproveitar cada canto ao máximo. Felizmente, existem várias dicas para deixar sua casa linda, confortável e, ao mesmo tempo, funcional!

Tem curiosidade em saber quais são e como colocá-las em prática? Fique conosco e acompanhe a lista que preparamos para ajudar você nesse processo!

1. Optar pelo conceito aberto

Não poderia ter dica melhor para iniciar este artigo. Afinal, quando alguém opta por uma casa de conceito aberto, passa a abrir mão de paredes extras para ganhar alguns centímetros. O resultado vem na forma de ambientes integrados e, consequentemente, maior amplitude visual.

A solução virou tendência há algum tempo, já que permite compor áreas mais modernas, além de ser a base de estilos como o minimalismo. Inclusive, por manter os ambientes mais próximos, tende a estimular o diálogo e melhorar a convivência entre os moradores.

Portanto, se você quer otimizar o espaço da sua casa e, de quebra, desfrutar de uma residência elegante e convidativa, deve apostar em um layout mais aberto.

2. Ocupar melhor o espaço vertical

Cansou de organizar objetos que ficam espalhados pela casa ou não sabe mais onde guardar tantos pertences? A saída pode estar no espaço vertical, ou seja, nas paredes. Se parar para refletir, perceberá que muitas pessoas fazem mau uso dessas superfícies. Em algumas residências, elas abrigam apenas elementos com finalidade exclusivamente decorativa, a exemplo de quadros, espelhos e floreiras.

Sendo assim, uma ótima maneira de aproveitar o espaço vertical é usá-lo como apoio para uma variedade de itens. Instale nichos e prateleiras de diversos tamanhos para abrigar caixas organizadoras, coleções da família, livros e outros artigos. Também vale fixar ganchos e outros suportes diretamente nas paredes ou em portas de armários para pendurar chaves, casacos, bolsas, guarda-chuva etc.

3. Delimitar ambientes com objetos

Ter uma planta de conceito aberto não significa abrir mão de todo e qualquer tipo de divisória. Afinal, a separação discreta de ambientes é um recurso muito utilizado na hora de compor pequenas áreas aconchegantes dentro de casa.

Então, como delimitar os cômodos sem pensar em adição de paredes? Você tem várias possibilidades para isso. Uma delas é utilizar grandes objetos, como floreiras, cachepôs e biombos para criar uma espécie de barreira entre as diferentes áreas. Perceba que é uma ótima ideia para trabalhar a decoração com elementos naturais, pois terá as plantas em vasos e a madeira ou bambu na estrutura do biombo.

Outra opção para otimizar o espaço na hora de delimitar ambientes é apostar nas cortinas. Existem vários modelos com tecidos leves ou materiais que não adicionam tanta informação. Uma peça feita a partir de vários fios individuais presos ao teto também é interessante, pois cria um efeito de cachoeira.

4. Investir em móveis planejados

Já teve a sensação de que os móveis de determinado ambiente não combinam entre si? Ou que os modelos escolhidos estão ultrapassados? Isso acontece muito quando optamos pela compra de peças avulsas ou misturamos modelos novos e antigos no mesmo espaço.

Acontece que, além de não favorecer a estética, a união de várias peças com designs diferentes prejudica o planejamento do layout. Em outras palavras, fica difícil dispor os móveis de modo a aproveitar toda a área disponível.

Para evitar incompatibilidades, vale a pena investir nos modelos planejados. O custo-benefício é garantido, já que há a possibilidade de visualizar o projeto na loja e ter uma prévia de como ficará o espaço montado. Dessa forma, você consegue definir a melhor solução de acordo com a necessidade.

5. Criar novos ambientes

É possível incluir diferentes espaços na casa a partir de pequenas mudanças ou de grandes alterações. Se você gosta de soluções práticas, comece dando novas funções a áreas pouco aproveitadas. O vão sob os degraus da escada, por exemplo, pode ser aproveitado para expor esculturas ou até guardar banquinhos extras que são utilizados pelas visitas.

Agora, se você deseja transformar um cômodo em dois escritórios pequenos e aconchegantes, procure utilizar divisórias estreitas, feitas em gesso ou madeira. O objetivo é otimizar o espaço, então, nada de paredes grossas e pesadas.

Outra possibilidade para criar um novo ambiente é construir um mezanino. É ousada, sim, mas totalmente possível se você tiver um espaço com pé-direito alto o suficiente para receber a estrutura. O cantinho poderá ser usado para inúmeras atividades da família.

6. Utilizar portas deslizantes

Algum dia você pode sentir a necessidade de incluir novas portas entre a sala e a sacada ou até mesmo entre dois ambientes internos. Pois bem, quando isso acontecer, não pense duas vezes para optar pelos modelos deslizantes.

Também conhecidas como portas de correr, elas cumprem muito bem sua função sem ocupar área extra do ambiente. Existem opções em vidro, madeira e alumínio, com 2, 4, 6 folhas ou mais. Em alguns casos, você até consegue embutir a porta na parede para que permaneça escondida enquanto estiver aberta.

7. Evitar excesso de acessórios

Manter tudo arrumado também faz parte do processo de otimização do espaço. Afinal, o excesso de brinquedos, acessórios e outros objetos tende a deixar qualquer ambiente com aspecto bagunçado. Se a quantidade de itens visíveis for muito grande, não adiantará pendurá-los ou apoiá-los sobre os móveis e outras estruturas — a impressão sempre será de que as coisas estão entulhadas.

Para evitar que os pertences atrapalhem o seu dia e a estética do cômodo, é importante maneirar no volume. Priorize elementos que realmente têm alguma finalidade e procure guardar peças que não acrescentam valor à decoração. Bibelôs e itens menores pesam ainda mais, por isso, é bom não combiná-los em um único arranjo.

E então, ficou com vontade de testar as possibilidades? É claro que algumas dicas demandam mais trabalho e até mesmo o auxílio de profissionais. Portanto, cabe a você definir que tipo de mudança será necessária em cada momento. Uma coisa é certa: quanto mais ideias puder aplicar ao longo do tempo, mais facilidade terá para otimizar o espaço da sua casa e manter os ambientes agradáveis.

Agora, se acredita que este post pode ser útil para outras pessoas, não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais!

Para acessar este arquivo, deixe aqui o seu nome e o seu e-mail. Nós te avisaremos sempre que houver alguma novidade.